Search
Close this search box.

Três dicas para otimizar a gestão do seu posto de combustível

Saber administrar e gerir um posto de combustível é um desafio grande e exige atenção diversificada. Atentar-se apenas a qualidade do combustível e excelência no atendimento não é suficiente. É necessário um planejamento estratégico de crescimento, assim como acontece nas grandes e pequenas empresas. Compreender quais são as metas financeiras, os objetivos e os desafios de empreender no setor é fundamental para compor planos de curto, médio e longo prazo. “Se não houver essa compreensão, as ações e decisões do negócio serão tomadas por instinto, palpites e informações erradas, o que pode aumentar potencialmente os prejuízos e custos dos postos”,  sugere Carlos Eduardo Silva, diretor da EXCELbr, empresa líder em controle de abastecimento de combustível, gestão de frotas, medição de tanques de combustíveis e monitoramento ambiental.

Além disso, é importante, também, ter fornecedores que resolvam as dores do posto, os problemas operacionais, que organizem os processos e as informações para que o dono do negócio tome a melhor decisão baseada em informações reais e precisas com todo o apoio necessário dos fornecedores para uma gestão cada vez mais assertiva.

Pensando nisso, Carlos elegeu três dicas que vão ajudar quem está pensando em empreender no setor e quem quer melhorar a gestão do seu posto de combustível. Confira, a seguir:

  1. Monitoramento

Acompanhar os resultados de cada performance é fundamental para o crescimento da empresa. “É extremamente importante acompanhar os resultados, ainda mais em função das baixas margens do segmento, mensurar lucros e comparar os custos. É muito relevante esse acompanhamento e, para ele acontecer de maneira precisa,  ter sistemas que apoiem e transmitam confiança para os empresários são ótimas opções. O sistema de medição de tanques de combustível, por exemplo, dá uma segurança para o dono do posto com o que ele está comprando, de fato, está entrando nos seus tanques. Não só isso, mas também, dá uma informação de qualidade do produto. Esses sistemas ajudam muito na questão de gestão, monitoramento e controle. Essa é a proposta da EXCELbr, oferecer uma solução que dê tranquilidade ao empresário no controle de seu estoque de combustível e ainda ficar em conformidade com a lei trabalhista que, desde setembro de 2023, exige a instalação de sistemas eletrônicos de medição de tanque para evitar o contato dos trabalhadores com a substância benzeno que é nociva à saúde”, explica o especialista.

  1. Gestão ambiental

Administrar um posto de combustível também envolve questões ambientais para uma gestão eficiente e segura. Isso porque, as medidas focadas nesse sentido consistem em minimizar qualquer problema relacionado ao vazamento de combustíveis e de contaminação do solo com essas substâncias. “Vale destacar que essa questão é exigência pelos órgãos reguladores. Você não inicia uma construção de posto sem a licença ambiental antes. Os donos de postos de combustíveis são bastante vigiados em função dos aspectos do combustível, por ser uma substância que agride o meio ambiente se não for corretamente manuseado e qualquer recuperação de solo ocorrido por vazamento de combustível possui um alto custo com especialistas, material e equipamentos ao longo do tempo para ser restaurado”, relata Carlos.

  1. Inovação e controle fiscais e contábeis

Inovação é algo que toda empresa que quer se destacar no mercado têm em comum. Ao administrar um posto de combustível não é diferente, deve-se levar em consideração o que pode ser feito para diferenciar-se da concorrência. No entanto, não é preciso reinventar totalmente o negócio. “A inovação pode ser uma ideia simples e aplicável de imediato, como soluções automatizadas para reduzir custos e agregar maior controle sobre os índices de sua empresa. O importante aqui é o mapeamento de todas as etapas do seu comércio, identificar carências e eventuais oportunidades para torná-lo mais eficiente com um uso reduzido de recursos e imprevistos. Além disso, administrar um posto de combustível vai além do contato com bons fornecedores e de uma gestão de atendimento excelente. Afinal de contas, o setor envolve muitas questões fiscais e contábeis também, o que exige maior abrangência nos conhecimentos do gestor”, finaliza.